Na geladeira em tempos temerosos

medo do desconhecido
Se veio a treva, busque a luz!

Amigos do site. Peço um milhão de desculpas por ter parado de publicar por tanto tempo. Reparto com vocês alguns dos motivos que me levaram a essa afazia. Já passado da casa dos 50, resolvi por em prática meu desejo de ter um website para conversar com as pessoas. O foco seria – e é – a leitura em dispositivos digitais. Para alcançar meu objetivo, pus-me a estudar um programa de montagem de páginas da Adobe, o Adobe Muse. Pareceu-me bem fácil e intuitivo e com muita liberdade de composição. Daí saiu o “Leitura Digital” feito com o Muse e mantido pelo serviço Adobe Catalyst. Até aí tudo bem, e isso é só detalhe técnico que não interessa à maioria. O problema é que – eu não sabia – já no momento em que me pus a aprender a utilizar esses sistemas, a Adobe, maior corporação mundial na criação de ferramentas de design digital, estava pensando em aposentar o Adobe Muse e o serviço Adobe Catalyst. E em março desse ano anunciaram que o fim do programa e do serviço estariam próximos. Como eu ficava naquela de “fazendo e aprendendo ou aprendendo e fazendo” senti-me como a própria Maria que descobre que seu noivo é padre… (analogia infeliz? Sorry). Para piorar, a conjuntura nacional (sei que não tem nada a ver, mas sofro um horror com essas coisas) só tem azedado e é complicado para um sujeito como eu, da geração “diretas já” ficar vendo marchas em favor de “intervenção militar”. Bate depressão reto.

Por tudo isso, tive que dar um tempo. Mais ou menos recuperado (ainda não tomei vacina da gripe, mas juro que resolvo isso essa semana), parti, por sugestão da minha filha (oi filha!!!) para o WordPress. Uma ferramenta de nuvem para criar e hospedar o site. Mais que sugerir, a minha heróica menina (clap, clap, clap!) copiou todo o conteúdo antigo para o site novo. Assim não preciso começar do zero e mantenho a memória do website. Claro que ainda não entendo bulhufas (garotada, “bulhufas” não é do seu tempo, sorry), do WordPress, mas já estou acostumado a recomeçar do zero.

Nessa nova fase talvez eu dê umas escapadinhas, sobretudo publicando fotos, pois sou (acho que sou…) fotógrafo amador e apaixonado por fotografia. Peço que me perdoem por isso.

O novo site será responsivo (ou pelo menos vou tentar deixa-lo assim). Dessa forma poderemos começar a dialogar de verdade. Espero que alguém apareça para conversar. Todos serão muito bem vindos!

 

Eduardo Figueiredo – fins de outono de 2018

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: