Sobre

Img0012_teste_faceHá uns três anos atrás, quando estava envolvido com a pesquisa de doutoramento tive a ideia de criar uma página em que pudesse discutir ou pelo menos expressar minhas opiniões sobre educação e leitura digital. Educação porque, afinal, o doutoramento era em Educação, e leitura digital porque meu assunto sempre envolveu tecnologia (digital) e educação. O tempo passou, defendi uma tese sobre o emprego da EaD na Formação Continuada de professores e retornei minhas atividades à UFMS, onde trabalho desde 1993. E acabei por não colocar no ar o tal site.

Mas a ideia ficou, como um estorvo na mente atormentando e pedindo para ganhar vida, ou pelo menos, o espaço virtual e, finalmente reuni coragem para publicar o Leitura Digital, um website que reúne impressões sobre a leitura em tempos digitais e alguma coisa a mais que eu puder oferecer aos poucos destemidos (ou perdidos) que se aventurarem pelas poucas páginas que eu consiga produzir.

O novo universo midiático da internet e como isso reflete nos hábitos de leitura cotidiana são um dos pontos que mais tem despertado o meu interesse, ainda que isso não faça parte de meu objeto de pesquisa, que é a formação continuada de professores da rede oficial com vistas ao seu letramento digital e utilização em sala de aula de tecnologias de informação e comunicação ditas novas, particularmente as digitais, obtidas por meio da utilização de computadores e demais dispositivos móveis e acesso a internet.

Sobre o que você poderá encontrar aqui

Uma pequena salada formada por impressões pessoais, testes de gadgets dedicados à leitura e outros assuntos ligados à leitura e a linguagem de uma maneira geral. Inicialmente teremos duas seções: Resenhando e Leitura Digital. Resenhando com artigos diversos e Leitura em telas  focado às tecnologias de leitura existentes.

Agradecimentos

Faz um tempinho que comecei a desenhar esse website. O problema é que, apesar da vontade de escrever sobre as coisas que gosto, não entendo lhufas de programação e minhas noções de designe também não são as melhores. Assim, teria que pagar profissionais ou procurar virar-me sozinho. Sem escolha, parti para a segunda opção e, para tanto, sou assinante da Adobe Creative Cloud, de onde conheci e venho utilizando o Adobe Muse. Após algumas webaulas sobre essa ferramenta, ela tornou possível a construção e upload do site.

E indispensável foi o apoio da Ana Carolina Schirmer Lima, minha filha, que cedeu gabaritos do Muse, deu algumas dicas e depois descobriu como publicar pela primeira vez o website!

E para todo o resto, que me ajudou e incentivou, e para vocês que eventualmente acharem esse endereço, lerem, palpitarem, concordarem ou divergirem do que escrevo, o meu mais alegre e reconhecido obrigado!

Blog no WordPress.com.

Acima ↑